Domingo, 23 de Junho de 2024
17°C 33°C
Três Lagoas, MS
Publicidade

Mochi destaca preocupação com financiamento da saúde pública durante sessão plenária

Na sessão plenária desta terça-feira, 11, o Deputado Estadual Junior Mochi (MDB) utilizou o aparte para destacar sua preocupação com o financiament...

11/06/2024 às 13h47
Por: Redação Fonte: Assembleia Legislativa - MS
Compartilhe:
Mochi destaca preocupação com financiamento da saúde pública durante sessão plenária

Na sessão plenária desta terça-feira, 11, o Deputado Estadual Junior Mochi (MDB) utilizou o aparte para destacar sua preocupação com o financiamento da saúde pública no contexto das eleições municipais que se aproximam. O deputado ressaltou a importância das autoridades municipais, como vereadores e prefeitos, que estão mais próximos dos cidadãos e são responsáveis pela execução das tarefas públicas diárias em parceria com recursos estaduais e federais.

Junior Mochi mencionou sua iniciativa no segundo mandato, quando propôs e defendeu na Unale - União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais, para que fosse apresentado um projeto de emenda à constituição federal denominado “Saúde Dez". Esta emenda constitucional obriga os municípios a aplicarem no mínimo 15% de seu orçamento em saúde, enquanto os estados devem investir 12%. O deputado salientou que muitos municípios em Mato Grosso do Sul aplicam até 30% de seus orçamentos na área de saúde, destacando o esforço local para minimizar os problemas gerados no setor.

"A União, por sua vez, investe aproximadamente entre 4% e 5% em saúde pública. É fundamental que aumentemos esse financiamento para que possamos discutir e resolver as questões de saúde pública de forma mais eficaz. A gestão é importante, mas a falta de recursos não pode continuar recaindo sobre os municípios", afirmou o deputado.

Continua após a publicidade

Mochi também alertou para o déficit fiscal em 42 municípios do Mato Grosso do Sul, conforme dados da Confederação Nacional dos Municípios, e enfatizou a necessidade de uma discussão mais profunda sobre o equilíbrio das contas e o financiamento adequado para garantir serviços de qualidade à população.

Questionado sobre a preocupação real em relação à saúde, o deputado reiterou a necessidade de uma maior transparência e de um aumento gradual nos percentuais de investimento por parte da União. "Precisamos que a União invista pelo menos 10%, ou aumente gradativamente esses percentuais, para que possamos atender bem a nossa sociedade em parceria com os estados e municípios", concluiu.

Continua após a publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários