Segunda, 15 de Julho de 2024
13°C 28°C
Três Lagoas, MS
Publicidade

Polícia Civil indentifica homem que estava se masturbando em praça pública no município de Batayporã

Publicado por Keila FloresA Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Delegacia de Batayporã, identificou, nesta sexta-feira, 21/06, u...

23/06/2024 às 09h08
Por: Redação Fonte: Polícia Civil - MS
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS

Publicado por Keila Flores

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Delegacia de Batayporã, identificou, nesta sexta-feira, 21/06, um homem de 54 anos de idade, que estava se masturbando em praça pública, em plena luz do dia.

A denúncia chegou até a Polícia Civil, que iniciou trabalho investigativo e conseguiu identificar e localizar o autor, que foi conduzido até a unidade policial para prestar esclarecimentos. Na delegacia ele disse que tinha tirado o órgão sexual para fora da roupa apenas para urinar, mas uma mulher passou perto e começou a gritar com ele e ele saiu correndo.

Continua após a publicidade

Ele irá responder por ato obsceno e poderá ser responsabilizado também por importunação sexual. 

A Polícia Civil adverte a prática de atos obscenos em local aberto ao publico ou até mesmo exposto, é crime sujeito a detenção de até um ano, sem prejuízo de se responsabilizar o indivíduo por importunação sexual, caso tenha alguma vítima determinável. Neste caso, a pena será de reclusão de até cinco anos.

Continua após a publicidade

Por fim, a Polícia Civil de Batayporã conta com o apoio da população para identificação de suspeitos dos mais variados crimes, dentre eles, os patrimoniais e de tráfico de drogas, deixando o WhatsApp de contato para eventuais denúncias anônimas (67) 3443-1268.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários