Segunda, 15 de Julho de 2024
13°C 28°C
Três Lagoas, MS
Publicidade

Em Laguna Caarapã, Polícia Civil participa do projeto “Juizados em Ação nas Comunidades Tradicionais”

Publicado por Keila FloresEntre os dias 01 e 02 de julho, a Polícia Civil, por intermédio do Núcleo Institucional da Cidadania (NIC), participou do...

11/07/2024 às 14h24
Por: Redação Fonte: Polícia Civil - MS
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS

Publicado por Keila Flores

Entre os dias 01 e 02 de julho, a Polícia Civil, por intermédio do Núcleo Institucional da Cidadania (NIC), participou do projeto “Juizados em Ação nas Comunidades Tradicionais”, que aconteceu na Escola Estadual Álvaro Martins dos Santos, em Laguna Caarapã-MS. A ação foi promovida pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS).

No evento, a coordenadora do NIC –  Delegada Maíra Machado representou o Delegado Geral da Polícia Civil, Lupérsio Degerone Lucio, reforçando o compromisso da PCMS com a efetiva prestação de atividade de polícia judiciária para a população indígena. Durante os dois dias, a Delegada de Polícia e a equipe da Unidade Policial de Laguna Caarapã-MS realizaram atendimentos, esclareceram dúvidas sobre a atuação da Polícia Civil, ministraram palestras e orientaram os cidadãos quanto a eventuais registros de ocorrência.

Continua após a publicidade

O projeto é idealizado pelo Conselho de Supervisão dos Juizados Especiais do TJMS e possui como objetivo principal, levar justiça e cidadania às comunidades que enfrentam dificuldades e limitações de acesso ao Poder Judiciário e demais serviços. O município de Laguna Caarapã-MS é habitado por 6.799 pessoas (IBGE 2022), onde 926 indivíduos (13,6%) se autodeclararam indígenas. Foram atendidos 266 moradores da área urbana do município, e 1610 são residentes das aldeias Guaimbé e Rancho Jacaré.

A Polícia Civil de MS reforça que essa rede de colaboradores possibilitou a oferta de uma ampla gama de serviços à população local, proporcionando o acesso à justiça e à cidadania, independentemente das limitações geográficas ou socioeconômicas enfrentadas por aquele grupo populacional.

Continua após a publicidade

Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS
Foto: Reprodução/Polícia Civil - MS

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários