Domingo, 23 de Junho de 2024
17°C 33°C
Três Lagoas, MS
Publicidade

Dia da Costureira lembra a importância dessas profissionais para a moda

Com linha e agulha na mão, ou na máquina, elas são capazes de contar histórias e quebrar barreiras, mostrando a importância do artesanal dentro da indústria têxtil

25/05/2023 às 07h00 Atualizada em 25/05/2023 às 09h16
Por: Fonte: Patoge
Compartilhe:
Foto: Imagem Ilustrativa
Foto: Imagem Ilustrativa

Quando falamos sobre moda é muito comum pensarmos em tendências, qualidade de produtos, criatividade, diversidade de modelagens, look do dia, marcas, cores, tecidos e originalidade.

Ocorre que muitas vezes esquecemos de falar do principal, das mãos que pegam esses pequenos fragmentos do que é a moda, e fazem a magia acontecer para o nascimento das peças que tanto amamos: as costureiras!

Neste 25 de maio comemora-se o dia da indústria e também o dia da costureira, profissão tão essencial e importante.

Continua após a publicidade

 

O começo de tudo

Continua após a publicidade

O ofício da costura começou na França, no período da Idade Média, pelos homens, ao contrário do que o senso comum acredita!

Extremamente qualificados, eram os responsáveis pela alta costura e comandavam os ateliês da época, sendo nomeados de Tailleurs de Ville. As mulheres, até então, podiam apenas realizar pequenos reparos.

Continua após a publicidade

Somente no século XVII que essa realidade mudou, após as mulheres se levantarem quanto à discriminação e buscarem seus direitos. Em 1675 foi apresentado um manifesto em busca do direito delas poderem criar roupas femininas em nome da castidade e da modéstia, garantindo que as mulheres fossem vestidas por mulheres e não por homens.

O pedido foi acatado pelo Rei Luís XIV e assim foi permitido o trabalho feminino nas produções do mundo da moda.

 

A costureira

A costureira profissional é aquela profissional capacitada para trabalhar com a confecção de roupas, sejam sob medidas ou seguindo algum modelo padrão. Mas mais do que isso, são elas as responsáveis por transformar pedaços de tecido em verdadeiras obras de arte, de tirar os desenhos do papel e dar, realmente, vida aos desejos da moda.

Com linha e agulha na mão, ou na máquina, elas são capazes de contar histórias e quebrar barreiras, mostrando a importância do artesanal dentro da indústria têxtil.

E você sabia que existem vários tipos de costureiras? Vejam só:

 

Costureira faccionista

É aquela costureira autônoma, que presta serviços a oficinas de costuras ou grandes confecções. 

Neste grupo de costureiras, elas recebem lotes de peças já cortadas, juntamente com uma peça piloto e ficha técnica, para realizarem a costura.

Este tipo de trabalho demanda que a profissional seja bem detalhista, para que as peças sigam corretamente o modelo e fiquem umas iguais às outras.

 

Costureira de fábrica ou operadora de máquina

Esta categoria demanda agilidade.

São elas as responsáveis por costurar partes das peças, fragmentos como bolso, zíper e gola. Esta tarefa é realizada até a conclusão da produção total da peça.

 

Costureira sob medida

Aqui nos referimos às costureiras que possuem ateliês de costura direcionados para clientes que buscam peças exclusivas e por encomenda.

Este tipo de costureira parte de um croqui ou imagem, e realiza todas as etapas de confecção da peça, garantindo assim a produção de um produto personalizado e original.

 

Costureira de consertos

São aquelas responsáveis por fazer pequenos reparos do dia a dia, como por exemplo, fazer uma bainha de calça, trocar um zíper ou apertar uma camisa.

Aqui o trabalho é realizado com a peça já existente.

 

Alta costura

Nesta categoria encontramos as costureiras responsáveis por produzir trajes de luxo e vestidos de festa, demandando alto conhecimento de técnicas de costura e criatividade para criar peças incríveis e sofisticadas.

 

Costureira pilotista

Ela é responsável por montar a peça que será utilizada como modelo ao longo de toda a produção de uma linha, por exemplo. A peça produzida por ela será utilizada pelas demais costureiras na confecção.

Para atuar nesse nicho é importante que além de um amplo conhecimento das técnicas de costura e acabamento, tenha-se conhecimento também sobre o manuseio de diferentes tipos de máquinas.

Como podemos ver, existem costureiras com habilidades diversas ao longo de toda a cadeia produtiva do mundo da moda.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários